Ferrobraz Industrial Ltda | Andreia

Setembro Amarelo

O suicídio é uma triste realidade que atinge o mundo todo e gera grandes prejuízos à sociedade. De acordo com a última pesquisa realizada pela Organização Mundial da Saúde – OMS em 2019, são registrados mais de 700 mil suicídios em todo o mundo, sem contar com os episódios subnotificados, pois com isso, estima-se mais de 01 milhão de casos. No Brasil, os registros se aproximam de 14 mil casos por ano, ou seja, em média 38 pessoas cometem suicídio por dia. 

Embora os números estejam diminuindo em todo o mundo, os países das Américas vão na contramão dessa tendência, com índices que não param de aumentar, segundo a OMS. Sabe-se que praticamente 100% de todos os casos de suicídio estavam relacionados às doenças mentais, principalmente não diagnosticadas ou tratadas incorretamente. Dessa forma, a maioria dos casos poderia ter sido evitada se esses pacientes tivessem acesso ao tratamento psiquiátrico e informações de qualidade. 

Setembro Amarelo: se precisar, peça ajuda!

Todos nós devemos atuar ativamente na conscientização da importância que a vida tem e ajudar na prevenção do suicídio, tema que ainda é visto como tabu. É importante falar sobre o assunto para que as pessoas que estejam passando por momentos difíceis e de crise busquem ajuda e entendam que a vida sempre vai ser a melhor escolha.

Quando uma pessoa decide terminar com a sua vida, os seus pensamentos, sentimentos e ações apresentam-se muito restritivos, ou seja, ela pensa constantemente sobre o suicídio e é incapaz de perceber outras maneiras de enfrentar ou de sair do problema. Essas pessoas pensam rigidamente pela distorção que o sofrimento emocional impõe. 

Se informar para aprender e ajudar o próximo é a melhor saída para lutar contra esse problema tão grave. É muito importante que as pessoas próximas saibam identificar que alguém está pensando em se matar e a ajude, tendo uma escuta ativa e sem julgamentos, mostrar que está disponível para ajudar e demonstrar empatia, mas principalmente levando-a ao médico psiquiatra, que vai saber como manejar a situação e salvar esse paciente.

Dados sobre suicídio

O suicídio é um importante problema de saúde pública, com impactos na sociedade como um todo. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde – OMS, todos os anos, mais pessoas morrem como resultado de suicídio do que HIV, malária ou câncer de mama – ou guerras e homicídios. 

Entre os jovens de 15 a 29 anos, o suicídio foi a quarta causa e morte depois de acidentes no trânsito, tuberculose e violência interpessoal. Trata-se de um fenômeno complexo, que pode afetar indivíduos de diferentes origens, sexos, culturas, classes sociais e idades. 

​Segundo dados da Secretaria de Vigilância em Saúde divulgado pelo Ministério da Saúde em setembro de 2022, entre 2016 e 2021 houve um aumento de 49,3% nas taxas de mortalidade de adolescentes de 15 a 19 anos, chegando a 6,6 por 100 mil, e de 45% entre adolescentes de 10 a 14 anos, chegando a 1,33 por 100 mil.

As taxas variam entre países, regiões e entre homens e mulheres. No Brasil, 12,6% por cada 100 mil homens em comparação com 5,4% por cada 100 mil mulheres, morrem devido ao suicídio. As taxas entre os homens são geralmente mais altas em países de alta renda (16,6% por 100 mil). Para as mulheres, as taxas de suicídio mais altas são encontradas em países de baixa-média renda (7,1% por 100 mil).

Em países da Europa, houve um declínio nas taxas de suicídio e observou-se um aumento dessas taxas em países do Leste Asiático, América Central e América do Sul.

Embora alguns países tenham colocado a prevenção do suicídio no topo de suas agendas, muitos permanecem não comprometidos. Atualmente, apenas 38 países são conhecidos por terem uma estratégia nacional de prevenção do suicídio. 

Participe da campanha!

Esta é uma página completa com material disponível para auxiliar a todos. Assim sendo, aproveite os nossos materiais e participe da nossa campanha durante todo o ano.

​São diversos materiais de uso público: Diretrizes para a Divulgação e Participação da Campanha Setembro Amarelo®, materiais online para download, a Cartilha Suicídio Informando para Prevenir e todo o material para a imprensa.

Participe conosco, divulgue a campanha entre os seus amigos e nos ajude a salvar vidas!

Fonte: https://www.setembroamarelo.com

Campanhas de Agosto

A Ferrobraz abraça diversas campanhas do mês de Agosto ligadas à promoção da saúde

Iniciamos o mês de Agosto com a Campanha das Cores:
– Agosto laranja: Prevenção e Combate à Esclerose ;
– Agosto Verde Claro: Prevenção e Combate ao Linfoma;
– Agosto Dourado: Incentivo ao aleitamento materno;
– Agosto Lilás: Prevenção e Combate à violência doméstica contra a mulher.

De janeiro a dezembro, as campanhas de conscientização colorem o calendário da saúde com causas defendidas por entidades e organizações não governamentais. O calendário colorido da saúde surgiu com o objetivo de conscientizar a população sobre o perigo de algumas doenças e incentivar a prevenção e o tratamento dessas enfermidades. Não existe um calendário oficial estabelecido sobre a cor de cada mês. O mais importante para que uma cor seja realmente adotada é a divulgação. Ou seja, quanto maior for a divulgação, maior a chance de a cor ficar fixada na mente do público. Todas essas campanhas mensais servem de alerta tanto para prevenção das doenças, quanto para abertura de debates sobre elas, conscientização e educação do público e troca de experiência entre as pessoas. De um tempo para cá, elas têm se tornado muito importantes, principalmente quando se trata da prevenção. Elas servem para alertar tanto os profissionais de saúde quanto a população.

As cores dos meses na prevenção de doenças. O objetivo é conscientizar sobre temas como câncer, transtornos mentais e doação de órgãos.  Já não é de hoje que o nosso calendário é marcado por inúmeras cores, de janeiro a dezembro, onde os meses são coloridos por tonalidades, buscando, dessa forma, chamar atenção e, com isso, ajudar na conscientização para a importância de cuidarmos da saúde, objetivando, a todo custo, uma melhor qualidade de vida.

Todas essas campanhas, que vão de janeiro a dezembro de cada ano, servem para alertar tanto para a prevenção das doenças como para torná-las mais conhecidas, possibilitando o debate, e a partir daí a possibilidade da conscientização e da educação em torno de cada uma delas, gerando a troca de experiências entre as pessoas. São ações como essas, que circulam através das mídias pelos quatro cantos do país, que fazem a informação chegar a locais onde a doença é pouco conhecida e o seu tratamento ainda é precário ou até inexistente. Fazem com que o governo promova de maneira ações de combate, alertando a população e evitando, muitas vezes, uma epidemia. Todas as campanhas vêm precedidas de um laço, que tem o poder simbólico de abraçar e, de estimular carinhosamente cada um de nós a entrar nessa luta.

O mês de agosto abriga várias campanhas relacionadas à área da Saúde, tais como: prevenção ao linfoma (agosto verde claro) e conscientização sobre a esclerose múltipla (agosto laranja). Também no mês de agosto temos a campanha de combate a violência doméstica contra as mulheres (agosto lilás) e incentivo ao aleitamento materno (agosto dourado). As diversas campanhas têm por objetivo ampliar o conhecimento das pessoas em geral sobre uma determinada doença, derrubando mitos, desconstruindo preconceitos e auxiliando no diagnóstico precoce. O acesso à informação é uma ferramenta significativa quando se fala em qualquer doença.

Agosto Dourado – Aleitamento materno

A cor dourada foi escolhida porque o leite materno é definido pela OMS como “padrão ouro” e no dia 1º de agosto é comemorado o Dia Mundial da Amamentação

Agosto Verde Claro – Combate ao linfoma

A campanha instituída pela OMS visa conscientizar as pessoas sobre a importância do diagnóstico precoce dessa doença que apresenta mais de 40 tipos. A campanha do mês de agosto para a luta contra o linfoma remete à cor do laço verde-claro. O linfoma é o termo usado para designar vários tipos de câncer com origem nos linfonodos, que são os gânglios do sistema linfático. A doença pode se desenvolver em qualquer lugar do corpo, principalmente pescoço, axilas e virilha. Por razões ainda não conhecidas, de acordo com informações dos especialistas, o número de casos do linfoma não-Hodgkin (LNH) duplicou nos últimos 25 anos, principalmente entre pessoas com mais de 60 anos.

O tratamento para linfoma varia com o tipo e da extensão da neoplasia, no entanto, a prevenção do câncer é fundamental. Como em qualquer tipo de câncer, o linfoma quando descoberto em sua fase inicial, possui uma taxa de resposta muito maior e positiva ao tratamento. Alguns dos principais sintomas da doença são fadiga persistente, suores noturnos, perda de apetite e peso, maior sensibilidade a ingestão de álcool, inchaço dos gânglios. Essas “ínguas” ou “caroços”, como são popularmente conhecidos, nem sempre são dolorosos.

Além de exames periódicos e acompanhamento médico, é importante que todas as pessoas mantenham hábitos de vida saudáveis, para diminuir ao máximo a chance de chegar a desenvolver um câncer. Na dúvida ou suspeita da doença, procure um oncologista/hematologista.

Agosto Laranja: Esclerose Múltipla

A campanha de cor laranja é dedicada à atenção para a esclerose múltipla (EM), doença que atinge cerca de 35 mil pacientes apenas no Brasil e que pode inclusive afetar a visão do paciente, conforme já abordamos aqui mesmo no blog do HOSC.

Resumindo, um dos problemas causados pela EM é conhecido como a neurite óptica, considerada passageira e que tem como principais sintomas a perda do entendimento de algumas cores, a presença de visão embaçada, dor nos olhos e perda de parte da visão periférica (como se houvesse uma espécie de vinheta fotográfica ao redor das imagens).  Mesmo comum, a neurite óptica pode reaparecer em diferentes momentos da vida de uma pessoa que sofre com a doença, e felizmente pode desaparecer no período de algumas semanas. 

Mas além disso, dentre os sintomas mais frequentes da esclerose múltipla estão: a presença de visão dupla ou turva (presentes também na neurite óptica), formigamentos espalhados pelo corpo, espasmos musculares, fraqueza, fadiga e até mesmo falta de equilíbrio para se locomover. O dia 30 de agosto foi instituído pela Lei nº 11.303, de 11 de maio de 2006 como Dia Nacional de Conscientização da Esclerose Múltipla (EM). Durante todo o mês de agosto, os centros de saúde do país promovem o “agosto laranja” com o objetivo de divulgar a doença e colaborar para o diagnóstico precoce, o tratamento apropriado e a melhora na qualidade de vida. A EM é a doença autoimune, do sistema nervoso central, que mais acomete jovens adultos no mundo inteiro. Sua maior incidência está entre pessoas na faixa etária entre 20 e 40 anos. A escolha do laranja se deu por se tratar de uma cor vibrante que representa a juventude.

Não se sabe o que causa a EM, e ainda não há cura para ela, mas já existem diversos tratamentos eficazes para a doença. Estudos indicam que pode haver relações entre genética, o ambiente em que a pessoa vive e até mesmo o vírus, como o da mononucleose e o do herpes. Dentre seus principais sintomas estão: fadiga, problemas de visão (diplopia, neurite óptica, embaçamento), problemas motores (perda de força ou função; perda de equilíbrio), alterações sensoriais (formigamentos, sensação de queimação). A especialidade médica que diagnostica e trata a EM é a neurologia.

Agosto Lilás: campanha de combate violência doméstica contra as mulheres

A ‘Campanha Agosto Lilás’ foi criada como parte da luta representada pela Lei Maria da Penha, sancionada em 7 de agosto de 2006, para combater e inibir os casos de violência doméstica no Brasil. São  15 anos da Lei Maria da Penha Lei 11.340/06, que é considerada legislação de referência em todo o mundo no combate a esse tipo de violência. O nosso país foi o 18º da América Latina a adotar uma legislação para punir agressores de mulheres. 

De acordo com sua biografia contada no site do Instituto Maria da Penha, ela nasceu em Fortaleza (CE), em 1945 e se formou em 1966, em farmácia bioquímica. Casou e em 1976, com seu marido colombiano e tiveram três filhas. Em 1983, Maria da Penha foi vítima de dupla tentativa de feminicídio por parte do marido, sendo atingida com um tiro nas costas, enquanto dormia, ficando paraplégica. Na ocasião, o marido declarou à polícia que tinha ocorrido uma tentativa de assalto.  Quatro meses depois, ele a manteve em cárcere privado durante 15 dias e tentou eletrocutá-la durante o banho. O primeiro julgamento ocorreu em 1991, oito anos após o crime. O agressor foi sentenciado a 15 anos de prisão, mas, devido aos recursos, saiu em liberdade. Neste momento, Maria da Penha resolveu escreveu o livro ‘Sobrevivi… posso contar’. Anos mais tarde, Maria da Penha ganhou uma ação contra o Estado que precisou indenizá-la.

Em 2006 foi implantada a Lei que ficou conhecida pelo seu nome. Para denunciar qualquer ato de violência contra a mulher, ligue 180. Esse número é gratuito, confidencial (anônimo) e funciona 24 horas, todos os dias da semana, inclusive finais de semana e feriados, e pode ser acionado de qualquer lugar do Brasil.

Julho Verde e Amarelo

A campanha Julho Verde e Amarelo tem como objetivo promover atividades de conscientização e informação para prevenir o Câncer de Cabeça e Pescoço e as Hepatites Virais.

O Dia Mundial de Conscientização e Combate ao Câncer de Cabeça e Pescoço é comemorado em 27 de julho, e das Hepatites Virais em 28 de julho.

O câncer mais comum na cabeça e pescoço é o de boca, sendo que, no Brasil, é o quinto câncer mais frequente entre homens. Essa doença, segundo estimativa do Instituto Nacional do Câncer, afeta em média 15 mil pessoas ao ano, sendo que, dessas, 6 mil vão a óbito. O principal fator é o tabagismo que, aliado com o alcoolismo, faz com seja até seis vezes maior a incidência da doença.

Já a campanha contra Hepatite Virais se faz necessária, uma vez que mais de três milhões de brasileiros estão infectados pela hepatite C e não possuem conhecimento de que portam o vírus. A Organização Mundial da Saúde estima que no mundo existam mais de 400 milhões de pessoas infectadas pelos vírus B e C. A Hepatite é um tipo de inflamação que afeta o fígado, comprometendo seu funcionamento e aumentando o risco de aparecimento de cirrose, câncer e outras doenças. Pode ser decorrente de várias situações, sendo as causas mais frequentes as infecciosas (ex: virais), tóxicas (ex: álcool), medicamentosas, autoimunes, etc, sendo as mais comuns as do tipo A, B e C.

Portanto, CUIDE-SE! A prevenção não tem idade e é o melhor caminho.

Comunicado Importante!

Informamos que na próxima segunda-feira (26/06/2023) ficaremos sem energia na Matriz, das 11h00 às 14h00, devido a manutenção da rede elétrica.

Esperamos voltar ao atendimento normal a partir das 14h00.

Agradecemos a compreensão!

Equipe Ferrobraz.

Arraiá da Ferrobraz

No dia 23/06 realizamos uma ação de endomarketing com os colaboradores da Ferrobraz (Matriz) – um lanche especial em celebração às festividades juninas.

Confira alguns registros:

E no dia 26/06, segunda-feira, continuamos com as celebrações, mas dessa vez na unidade Polo Empresarial:

Junho Vermelho

O mês de junho é marcado com a cor vermelha, simbolizando a campanha de incentivo à doação de sangue. Ainda em junho, no dia 14, é comemorado o Dia Mundial do Doador de Sangue. 

Por que doar?
Qualquer pessoa pode um dia necessitar de uma transfusão de sangue, seja devido a traumas provocados por acidentes, cirurgias ou no tratamento de doenças, como por exemplo, a anemia falciforme.

O sangue doado disponibiliza componentes sanguíneos necessários para a sobrevivência de quem precisa. Uma única doação pode beneficiar até 4 pessoas.

Quem pode doar?
– Pessoas saudáveis, sem sintomas gripais, que não tiveram contato com pessoas com suspeitas ou confirmação de Covid-19. Quem teve a doença pode doar dez dias após ser considerado curado. Após as vacinas, é necessário esperar alguns dias. Nos casos da vacina da gripe e da CoronaVac, é possível doar depois de dois dias. Para as demais vacinas contra a Covid-19, são necessários sete dias de intervalo;

– Pessoas entre 16 e 70 anos incompletos, com peso superior a 50 quilos. Adolescentes (16 e 17 anos) precisam ter autorização dos responsáveis legais;

– No dia da doação ter dormido pelo menos seis horas na noite anterior e não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas;

– Não ser usuário de drogas;

– Não estar grávida ou amamentando;

– Não ter efetuado contato sexual com pessoas que tenham comportamento de risco para doenças transmissíveis pelo sangue;

– Estar bem alimentado, observando o intervalo mínimo de 2 horas após o almoço e 1 hora após o café ou lanche, não ultrapassando 4 horas sem alimentação;

– Portar documento original com foto;

– Não fumar duas horas antes da doação.

Hoje quem precisa é o outro, mas amanhã pode ser você!

Doe esperança, doe vida, doe sangue!

Ferrobraz Sustentável

Preocupada com o meio ambiente, a nossa indústria já opera com energia solar.

A energia solar é uma fonte renovável utilizada para gerar energia por meio de painéis fotovoltaicos. Energia solar corresponde à energia proveniente da luz e do calor emitidos pelo Sol.

Além de praticar a Sustentabilidade, a usina fará com que tenhamos uma melhoria na temperatura ambiente (interna da fábrica).

Ferrobraz Sustentável!!! 🌞🌿💡

Maio Amarelo

O Maio Amarelo é um movimento internacional de conscientização para redução de acidentes de trânsito. No Brasil, em sua 10ª edição, a campanha, criada pelo Observatório Nacional de Segurança Viária, tem como objetivo sensibilizar a sociedade para a importância da adoção de comportamentos mais seguros no trânsito.

O tema deste ano é “No trânsito, escolha a vida”, definido pela Resolução nº 980/2022 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), conta com apoio de vários setores da esfera do governo, órgãos e instituições públicos e privados afins e correlatos com o setor dos transportes.

De acordo com dados oficiais, o nome “Maio Amarelo” tem relação com as placas de sinalização de trânsito, que indica atenção e precaução. Durante todo o mês de maio, diversas atividades são realizadas em todo o mundo com o propósito de orientar os motoristas, ciclistas, pedestres, passageiros sobre a importância de respeitar as leis de trânsito e adotar medidas que possam contribuir para a redução de acidentes e mortes.  

Embora a atuação da Fundacentro esteja voltada para os ambientes de trabalho, a instituição também tem um papel importante na promoção da segurança no trânsito, uma vez que os acidentes viários podem resultar em lesões e morte no ambiente de trabalho. Estão relacionados os trabalhadores que atuam na condução de veículos, como motoristas de caminhão, ônibus, motocicletas, bicicletas, entre outros.

A Fundacentro por meio de estudos, pesquisas, artigos publicados na Revista Brasileira de Saúde Ocupacional (RBSO)cursos e eventosprojetos e publicações disponíveis na biblioteca da instituição defende e dissemina discussões e orientações no sentido de identificar os principais riscos e propor medidas de prevenção de acidentes, bem como colaborando na elaboração de políticas públicas voltadas para a melhorias das condições de trabalho.

Motoboy e aplicativo SST

Desenvolvido pela Fundacentro, o aplicativo SST Fácil traz conteúdos de segurança e saúde no trabalho, entre eles estão motoboycaminhoneiro e transporte de trabalhadores rurais. É possível baixar o aplicativo gratuitamente pelo  Google Play e pela Apple Store.

Estudos apontam que os acidentes envolvendo motoboys são uma preocupação frequente em áreas urbanas, devido a crescente quantidade de motociclistas que circulam pelas ruas e avenidas durante o dia todo realizando entregas.

Alguns dos principais riscos que esses trabalhadores estão expostos englobam colisões com outros veículos, quedas da moto, atropelamentos, além de exposição a fatores como poluição sonoro, do ar e vibrações, que podem ter efeitos prejudiciais à saúde em longo prazo.

Ainda de acordo com especialistas, para reduzir a ocorrência de acidentes envolvendo motoboys, é fundamental que sejam adotadas medidas de segurança no trânsito, como a fiscalização do cumprimento das leis, treinamento e capacitação dos motociclistas, implementação de políticas públicas de incentivo ao uso de equipamentos de proteção individual (EPIs), melhoria das vias públicas, orientações aos empregadores sobre as questões de SST no ambiente laboral.

Responsabilidade no trânsito

Os acidentes e mortes no trânsito ainda são uma realidade alarmante no Brasil. Segundo dados do Ministério da Saúde, anualmente, ocorrem cerca de 40 mil mortes no trânsito. Além disso, muitas pessoas sofrem lesões graves ou permanentes em acidentes de trânsito, o que impacta não apenas a vida delas, mas também de suas famílias e da sociedade como um todo.

É necessário adotar comportamentos seguros no trânsito, como respeitar os limites de velocidade, não dirigir sob efeito de álcool ou drogas, usar o cinto de segurança, cumprir as leis de trânsito e estar atento às condições das vias.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) ressalta que a segurança no trânsito é uma responsabilidade de todos, não apenas dos motoristas, mas também de pedestres, ciclistas e motociclistas. O respeito pelas leis de trânsito e a adoção de comportamentos seguros ao utilizar as vias públicas são imprescindíveis para evitar acidentes e mortes.

Completa que as leis em níveis nacional, estadual e municipal que relacionam à direção sob efeitos do álcool, uso de cinto de segurança, limites de velocidade, capacetes e sistemas de retenção para crianças devem ser cumpridas e, assim, resultar na redução das mortes e lesões no trânsito.

Década de Ação pela Segurança no Trânsito 2021-2030

Em 2021, em Genebra, a OMS lançou a Década de Ação pela Segurança no Trânsito 2021-2030, que tem a meta de prevenir ao menos 50% das mortes e lesões no trânsito até 2030.

Além disso, na mesma época, a Organização das Nações Unidas (ONU), em cooperação com outros parceiros da UN Road Safety Collaboration, desenvolveram um Plano Global para a Década de Ação.

Fonte: https://www.gov.br/fundacentro/pt-br/comunicacao/noticias/noticias/2023/maio/movimento-maio-amarelo-reforca-a-importancia-de-acoes-para-reduzir-acidentes-de-transito

Campanha do Agasalho 2023

O frio está chegando…

Ferrobraz ajudando quem precisa!

Na última semana a Ferrobraz fez a doação dos cobertores arrecadados pelos funcionários e parceiros para o Abrigo de Idosos São Vicente de Paulo.

Juntos aquecemos algumas vidas!

No total foram doados 21 cobertores para agasalhar os idosos do abrigo.

Quem procura fazer o bem, espalha o melhor que tem! Que possamos continuar espalhando amor!

Nosso muito obrigado pela participação de todos!

60 anos de muita história!!!

É com muita alegria e orgulho que celebramos mais um ano de existência e sucesso. Manter-se e crescer, em um mercado tão competitivo, é uma grande conquista que só se torna possível graças ao empenho e dedicação de toda a equipe que trabalha conosco.

Por isso, hoje é dia de agradecer e parabenizar a cada um dos nossos colaboradores que dedicam horas de suas vidas para desempenharem exemplarmente as suas funções!

O sucesso de uma empresa não acontece por acaso ou por sorte. Acontece porque há profissionais competentes e talentosos que aceitam o desafio de superar os obstáculos e lutar para serem cada dia melhores.

No dia em que a nossa empresa comemora mais um ano, os parabenizados são todos vocês pelo nosso sucesso!

Que o sucesso esteja sempre presente em nossa trajetória e que possamos honrar cada vez mais nossa história que tanto nos orgulha!

Parabéns Ferrobraz!!!